X

Informações atualizadas sobre casos de clientes, tendências e melhores práticas do mercado varejista, tudo em português.

Gerenciando Alimentos de Marcas Próprias em Tempos Incertos

Doug Macdonald
Oracle Retail Brand Compliance Business Development Manager

Supermercados estão experimentando um aumento inesperado e sem precedentes na demanda em todos os canais. Isso apresenta um novo conjunto de desafios. Embora a quantidade de produtos dependa de fornecedores, é responsabilidade sua certificar-se da qualidade e segurança dos produtos.

Fornecedores em todo mundo, também foram impactados pela restrição nas operações. Então, como mobilizar e expandir sua rede rapidamente para identificar fornecedores alternativos à medida que as fronteiras fecham e o estoque continua?

Aqui estão cinco perguntas comuns que estamos ouvindo de nossos clientes:

1) Como posso proteger minha cadeia de suprimentos de marcas próprias?

Como os volumes de produção podem sofrer impacto se os trabalhadores dos fabricantes ou de seus fornecedores não puderem trabalhar, as etapas para proteger sua cadeia de suprimentos são vitais.

Supermercados devem comunicar-se diretamente com seus fabricantes/fornecedores para garantir que estejam implementando práticas aprimoradas recomendadas pelos órgãos reguladores para o manuseio correto e seguro dos produtos e o bem-estar dos operadores. Eles devem documentar o processo e conduzir acompanhamentos com listas de verificação de auditoria para garantir a conformidade em cada um dos pontos críticos de controle de entrega.

2) Como posso encontrar fontes alternativas se houver um problema de fornecimento do produto?

Quando há interrupções - como um local bloqueado ou uma força de trabalho infectada - o impacto pode ser substancial.

Supermercados devem revisar os fabricantes de produtos similares com os quais já trabalham para ver se conseguem atender à demanda. Caso contrário, uma fonte alternativa do produto deve ser encontrada e incorporada rapidamente.

3) E se certos ingredientes não estiverem mais disponíveis?

A perda de ingredientes críticos ou uma redução significativa no volume afetará muitos produtos, fabricantes e fornecedores.

Supermercados devem primeiro revisar as receitas de todos os seus produtos de marca própria para entender quais podem ser afetadas. Em seguida, eles devem se comunicar com os parceiros/fornecedores de fabricação relevantes para concordar com um curso de ação. Uma ação poderia incluir a substituição do ingrediente por uma alternativa adequada ou a suspensão temporária da fabricação dos produtos impactados.

4) Como posso manter a confiança do consumidor neste momento?

Os consumidores estão cada vez mais preocupados com os alimentos que comem e querem saber mais sobre os ingredientes e suas origens. Com a atual crise de saúde, os consumidores estão exigindo ainda mais garantias de um local de trabalho seguro.

Supermercados devem aumentar seus esforços para garantir a precisão dos rótulos e fornecer fontes adicionais de informações às quais os consumidores podem pesquisar. Eles também devem manter seu compromisso com produtos de origem ética e embalagens sustentáveis.

5) Como posso gerenciar o risco contínuo de contaminação de alimentos?

Supermercados precisam manter o foco para rastrear incidentes de contaminação. Aproveite a automação para identificar produtos impactados por ingredientes contaminados, alertar fornecedores e desencadear ações de mitigação, incluindo retirar das prateleiras e recall de produtos em escala.

Preparando-se para o Novo Normal

Quando ocorre um incidente de segurança alimentar, conhecer todos os ingredientes dos produtos, verificar as práticas de segurança do fornecedor e encontrar fontes alternativas de suprimentos pode ser avassalador, principalmente quando se lida com centenas de fabricantes e milhares de produtos. A situação atual enfatizou a importância de gerenciar todas as informações que ajudam a garantir a segurança dos alimentos.

Para estar pronto para o "novo normal", supermercados devem se concentrar no seguinte:

  • Gerenciamento de crises e proteção de marca,
  • Conformidade com os regulamentos atuais e futuros,
  • Ttransparência do consumidor e precisão de rotulagem,
  • Crescimento e agilidade dos negócios, com resposta rápida e flexível

Ao adotar uma abordagem integrada para gerenciar marcas próprias, supermercados podem tirar proveito da eficiência aprimorada e da capacidade de resposta ao gosto dos consumidores, garantindo a qualidade, a segurança e a preparação dos alimentos como uma das prioridades.

Saiba Mais Assistindo ao Webcast em Inglês:
FoodLogiQ e Oracle Apresentam: Intercâmbio Digital na Nova Era da Segurança de Alimentos