X

Saiba como a nuvem e as novas tecnologias habilitam a transformação nos negócios e na sociedade.

Zoom conta com a Oracle para manter as escolas ensinando, as empresas funcionando e amigos e familiares conectados

This is a syndicated post, view the original post here

A equipe de engenharia da Oracle trabalhou com agilidade, implantando o Zoom na Oracle Cloud Infrastructure e garantindo que ela tivesse capacidade de nuvem suficiente para atender aos novos usuários do serviço.

Por Barb Darrow*

Não é exagero dizer que a pandemia da COVID-19 mudou completamente a forma como as pessoas em todos os lugares trabalham, se alimentam e socializam. Determinações de quarentena e suspensão de grandes reuniões públicas mudaram tudo.

Mas o Zoom, com a Oracle como sua nova parceira de nuvem, tornou muito mais fácil para as pessoas continuarem participando de atividades rotineiras – incluindo reuniões de negócios, aulas escolares, práticas de yoga e até mesmo confraternizações – diante dessa ameaça, onde o distanciamento social é fundamental. Em alguns locais, o Zoom está até sendo usado para julgar casos civis e criminais.

Em abril, o número de participantes em reuniões no Zoom chegou a 300 milhões por dia, um aumento de 50% em relação aos 200 milhões no mês anterior. Uma das razões para esse crescimento vertiginoso foi que a empresa, fundada em 2011 com foco em usuários empresariais, escalou verticalmente para prestar suporte a professores e alunos com uma camada gratuita de seu serviço.

-Leia mais: Java 14 torna o código super expressivo, dizem desenvolvedores

À medida que a pandemia se espalhava, o Zoom também decidiu eliminar o limite de 40 minutos para escolas de ensino fundamental e médio. Tudo isso significava que a empresa sediada em San Jose, na Califórnia, precisava aumentar sua capacidade de nuvem para suportar o enorme volume adicional de videoconferências. Por isso que o Zoom entrou em contato com a Oracle, que rapidamente uniu-se a ele neste esforço.

A equipe de engenharia da Oracle trabalhou com agilidade, implantando o Zoom na Oracle Cloud Infrastructure e garantindo que ela tivesse capacidade de nuvem suficiente para atender às centenas de milhares de novos usuários de seu serviço. E quando essa inundação se transformou em milhões de novos alunos, professores e outros profissionais, o Zoom conseguiu ampliar facilmente sua capacidade para atender a essa necessidade.

Ajudar a empresa a atender à crescente demanda também demonstra a robustez e confiabilidade da nuvem de segunda geração da Oracle, que foi construída para lidar com as demandas difíceis de comunicações de vídeo e outros aplicativos de transmissão sem maiores dificuldades.

Embora os serviços do Zoom já estivessem sendo usados com sucesso em ambientes de negócios antes do surgimento da COVID-19, ficou claro que suas comunicações de vídeo também poderiam facilitar a vida de usuários não empresariais, incluindo os pais, que agora encaram uma jornada dupla e tripla como professores, treinadores e enfermeiros -- sem deixar de lado suas vidas profissionais. Membros da família que moram distantes também podem visitar uns aos outros usando o Zoom, seguindo assim as recomendações de distanciamento social.

No processo, o nome da empresa se transformou em um substantivo e verbo. Frases como “Quer Zoomar?” foram incorporadas ao vernáculo em ambientes de trabalho e sociais. O Zoom possibilitou até velórios e casamentos.

Considerando tudo isso, é seguro dizer que o serviço de alta qualidade de comunicação por vídeo do Zoom está ajudando centenas de milhões de pessoas – muitas das quais estão confinadas às suas casas – a se sentirem um pouco menos sozinhas, um pouco mais conectadas umas às outras. E a Oracle, com a sua moderna Oracle Cloud Infrastructure, está feliz por ajudar a tornar isso realidade.

*Barb Darrow é Diretora Sênior de Comunicações da Oracle

Be the first to comment

Comentários ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.