X

Saiba como a nuvem e as novas tecnologias habilitam a transformação nos negócios e na sociedade.

Detecte, decida, execute: como a logística impulsiona o desempenho de negócios

This is a syndicated post, view the original post here

Como essas três ações podem ajudar seu negócio a entender o básico da logística e se reinventar para tornar suas redes cada vez mais ágeis e atender às expectativas dos clientes.

Por Derek Gittoes *

Logística pode ser um negócio complicado. Em um mundo em que seus pedidos da Amazon chegam no mesmo dia ou no seguinte, os clientes estão exigindo mais de todos os seus fornecedores. Isso faz as empresas lutarem para acompanhar as expectativas dos clientes e as obriga a reavaliar (e reinventar) suas redes de distribuição para se tornarem mais ágeis.

Não só a satisfação do cliente está em jogo, mas, em um mundo incerto, os custos de logística podem se descontrolar com facilidade, ameaçando o resultado financeiro. Alcançar um equilíbrio lucrativo entre o atendimento ao cliente e custos é o que define uma operação de logística bem-sucedida.

Leia mais: Inteligência Artificial não deve ser temida, mas acolhida, afirma Chris Colbert

Uma boa maneira de entender o básico da logística é usar um conceito testado e confirmado no setor de cadeia de suprimentos: detectar, decidir, executar.

Detecte

Gerentes de logística estão à mercê da incerteza. Perturbações e eventos aleatórios podem acontecer quando menos se espera. Mau tempo, disputas trabalhistas, guerras comerciais e agitação política (citando apenas algumas perturbações) podem desequilibrar a cadeia de suprimentos num piscar de olhos.

Para operadores de logística, detectar tais perturbações cedo é crucial. Quando remessas estão se atrasando ou estoques ficando baixos, elas querem saber a respeito mais cedo que mais tarde, tendo mais tempo para corrigir o problema e minimizar o impacto.

A boa notícia é: a última geração de plataformas de logística pode automatizar o monitoramento das cadeias de suprimentos e detectar eventos adversos precocemente. Por exemplo, a solução de gerenciamento de comércio global da Oracle pode notificar gerentes quando acordos de comércio mudam, como quando tarifas passam de 5% para 30%, ou vice-versa. Diante das guerras tarifárias recentes, essa capacidade pode ser um divisor de águas.

Novas tecnologias podem detectar problemas na cadeia de suprimentos em tempo real. Por exemplo, as empresas agora estão instalando sensores da IoT em seus caminhões para rastrear seus movimentos continuamente e até mesmo para monitorar as condições dentro do baú. Se as remessas estiverem se atrasando, os gerentes de logística notam isso imediatamente e podem descobrir o que precisa ser feito. Ou se a temperatura aumentar em um caminhão que leva medicamentos sensíveis ao calor ou alimentos frescos, os gerentes podem avaliar o dano potencial.

Decida

Nem toda perturbação na cadeia de suprimentos é uma emergência. Atrasar não importa quando a janela de entrega é generosa. Mas, quando seu caminhão está em vias de perder um navio cargueiro, as consequências podem ser mais significativas. O mesmo vale para acordos comerciais: Quando tarifas são impostas inesperadamente, o que as empresas podem fazer para minimizar o impacto financeiro?

É hora de decisão. Você muda rotas, compra de um outro país, agiliza as entregas ou monta novos depósitos? Todas essas opções entram em jogo quando você está se mobilizando para lidar com uma interrupção na cadeia de suprimentos. Cabe às organizações ter as ferramentas para lidar com uma enorme variedade de possibilidades perturbadoras.

Aqui, também, soluções de logística baseadas em nuvem podem ajudar na tomada de decisões. Digamos que você geralmente faz suas remessas via porto de Los Angeles, mas, de repente, ele é fechado devido a uma disputa trabalhista. Você muda para Seattle? A solução de nuvem de modelagem de rede logística da Oracle pode simular o impacto de diferentes cenários, fornecendo uma estimativa de o que a mudança significaria para prazos de entrega e custos. Naturalmente, ela não evitará a interrupção, mas agora você tem um modo rápido de entender e quantificar o impacto, de avaliar as alternativas e de decidir como contornar a perturbação da melhor maneira.

Outras ferramentas podem ajudá-lo a otimizar suas redes de comércio globais. O Oracle Transportation Operational Planning Cloud, por exemplo, pode analisar a mudança nos custos de remessa se você estiver pensando em adquirir matérias-primas ou produtos de um país diferente.  

Quer economizar dinheiro evitando zonas de tarifas altas ou aproveitando acordos comerciais que oferecem impostos preferencias que economizam custos? Plataformas de última geração como o Oracle Global Trade Management Cloud podem analisar automaticamente seu produto mestre em relação a todos os acordos de comércio do mundo e dizer a você o que economizará se mudar de países. Essa é uma tarefa onerosa se você está examinando milhares de produtos e lendo centenas de contratos. Agora é um processo rápido e automático.

Lembre-se de que algumas perturbações são obra sua. Por exemplo, digamos que você quer expandir seus negócios atendendo a clientes em um novo mercado, ou aumentando a frequência de entregas aos clientes. E quanto a entrega no dia seguinte? Sistemas de logística modernos podem ajudá-lo a decidir se você pode se dar ao luxo de mudanças assim e se tem a capacidade de transporte necessária para executá-la.

Execute

Execução é a parte da logística em que o produto literalmente vai para a estrada. É quando você coloca suas decisões em ação – e isso quase sempre é mais fácil falar que fazer. Por quê? Principalmente porque as pessoas que fazem o empacotamento e o despacho não trabalham necessariamente para você. Muito frequentemente você precisa coordenar a execução entre vários terceiros, inclusive empresas de transporte, fabricantes contratados, logística terceirizada (3PL) e vários operadores independentes de depósitos.

Devido a todas as incertezas, não é de admirar que as pessoas em logística tenham ganho a reputação de “bombeiros” (sempre apagando incêndios). Mas, se quiser uma empresa de alto desempenho, você não precisa ser um apagador de incêndios, mas alguém que previne incêndios. Em outras palavras, é melhor instalar detectores de fumaça que correr de um lado para o outro com um extintor de incêndio.

Quando você tem sucesso em criar uma cadeia de suprimentos moderna com capacidades robustas de detecção e de tomada de decisões, a parte da equação relativa à execução se torna mais suave, mais previsível – e mais lucrativa. No setor de bens de consumo, por exemplo, as economias geradas por uma cadeia de suprimentos enxuta e eficiente frequentemente podem significar a diferença entre ganhar ou não dinheiro com um produto.

Resumindo: quando você pode fazer direito a parte da logística relacionada com a execução, é aí que o seu investimento em detecção e decisão realmente compensa.

Sua operação de logística está pronta para o futuro? Saiba mais sobre integrar seu gerenciamento de depósito, de transporte e de comércio global em uma única plataforma de nuvem.  

* Derek Gittoes vice-presidente de Estratégia de Produto de Supply Chain Management na Oracle.

Be the first to comment

Comentários ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.