X

O impacto da computação em nuvem e da automação na nossa sociedade, de indústrias a profissões.

  • July 30, 2019

Sete maneiras de aumentar o impacto da tecnologia nos negócios

Guest Author
This is a syndicated post, view the original post here

Estudo conduzido pela Oracle e pela Escola de Administração WHU-Otto Beisheim, que ouviu gerentes de RH e funcionários de diversas empresas, mostra que funcionários motivados podem aumentar o impacto das novas tecnologias nos negócios.

Por Linda Currey Post *

Quando os funcionários trazem "atitudes, habilidades e ações" favoráveis à tecnologia, a tecnologia pode ajudá-los a aumentar a eficiência e a produtividade dos negócios em até 64%, segundo um novo estudo realizado pela Oracle e a Escola de Administração WHU-Otto Beisheim , na Alemanha.

A produtividade dispara quando funcionários motivados não apenas implementam novas tecnologias (como blockchain, por exemplo), mas também trabalham juntos para desenvolver uma visão clara do seu uso, para obter a adesão dos executivos, para ensinar seus colegas a usá-las e para tomar decisões baseadas em dados, em vez de opiniões, de acordo com o minucioso estudo que entrevistou 850 gerentes de RH e 5.500 funcionários de diversas empresas.

Leia mais: 5 livros sobre inovação para inspirar você a começar a transformação digital

Os autores do estudo, incluindo os especialistas em gestão do capital humano da Oracle Joachim Skura, Oscar Lausegger e Richard Cheeseman, e o pesquisador WHU Willhelm Frost, analisaram os 2,4 milhões de pontos de dados nas respostas recebidas para criar um modelo de sete etapas para a forma como os funcionários podem aumentar o impacto de novas tecnologias:

1. Abrace a flexibilidade e a mudança. Os entrevistados concordaram que mudanças são desconfortáveis, porém inevitáveis: 38% dos diretores de RH e 30% dos funcionários estão experimentando bravamente novas maneiras de trabalhar e novas estruturas de equipe, de acordo com o estudo. Enquanto isso, 49% dos diretores de RH e 42% dos funcionários dizem que as pessoas em suas empresas estão abraçando novas tecnologias. Ainda assim, apenas 36% dos diretores de RH entrevistados disseram que suas empresas planejam permitir que os funcionários trabalhem remotamente nos próximos três anos, uma abordagem considerada míope pelos autores. "Libere e capacite seu pessoal para que sejam mais felizes, mais produtivos e permaneçam relevantes", aconselham eles.  

2. Crie uma "cultura de aprendizado". Mudanças constantes no local de trabalho fazem com que 37% dos funcionários entrevistados tenham preocupações substanciais com relação às suas habilidades e relevância futura. Embora 53% das empresas representadas na pesquisa pretendam dar aos funcionários oportunidades de desenvolvimento individualizadas, apenas 36% dos funcionários disseram acreditar que suas empresas oferecerão esses programas de aprendizado de forma equitativa.

3. Tome decisões com base em dados reais. "A intuição costumava ser tudo o que tínhamos", escreveram os autores do estudo, "mas agora podemos tirar proveito de dados para obter insights convincentes que orientam nossos objetivos e estratégias". Apesar de esses dados já estarem prontamente disponíveis, 41% dos líderes de RH e 36% dos funcionários entrevistados disseram concordar fortemente que é a experiência ou a opinião dos líderes seniores — e não os dados — que orientam as decisões em suas empresas. E a maioria dos entrevistados confirmou que eles não possuem as habilidades para executar análises avançadas de dados.

4. Promova comunicações abertas e colaboração. Existe uma ampla aceitação da ideia de que os "silos" operacionais restringem as comunicações. Apenas 37% dos funcionários e 46% dos líderes de RH que participaram da pesquisa concordaram que os funcionários se comunicam abertamente entre as diferentes equipes. A equipe da pesquisa observou que um compartilhamento mais eficaz de informações "promove a eficiência, resolve desafios e melhora as relações de trabalho".

5. Crie uma visão compartilhada para a transformação digital. Essas iniciativas exigem que as empresas comuniquem uma visão clara e incentivem a adesão dos funcionários em todos os níveis, disseram os entrevistados. No entanto, apenas 32% dos funcionários e 39% dos diretores de RH acham que suas empresas têm uma estratégia abrangente para a transformação digital. Talvez mais revelador ainda seja o fato de que 60% dos funcionários disseram não ter certeza se sua empresa tem uma visão digital.  

6. Crie uma cultura empreendedora. Os entrevistados concordaram que suas empresas deveriam obter novos negócios e ajustar os existentes rapidamente, após avaliar os riscos e os benefícios. Mas 69% dos funcionários e 61% dos diretores de RH disseram que suas empresas não são do tipo "empreendedor" que lhes daria esse tipo de liberdade. Os resultados da pesquisa mostram ainda que muitos não acreditam que podem colher os frutos de suas ótimas ideias empreendedoras, por exemplo, recebendo uma promoção.

7. Encoraje o pensamento crítico. Os autores do estudo gostariam de ver as empresas recompensando seus funcionários por fazerem perguntas, por desafiarem o status quo e por tomarem a iniciativa. Mas apenas 34% dos funcionários e 42% dos líderes de RH disseram que eles e seus colegas se sentem à vontade para questionar as premissas com relação à maneira como eles operam. É preciso haver uma forma de expressar pensamentos críticos de modo construtivo, para que a gerência tenha uma "visão real" e não uma "visão agradável", diz Skura, da Oracle, um dos autores do estudo. Claramente, há bastante espaço para melhoria na maioria das empresas. "Sem tecnologia, é pouco provável que alguma organização vá ter sucesso", observaram os autores do estudo. "No entanto, a tecnologia é apenas o começo da história."

* Linda Currey Post é estrategista de conteúdo para Oracle.

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.