X

Check-in com a Oracle Hospitality sobre tópicos e tendências relacionadas à tecnologia em hospitalidade

  • January 30, 2020

OH Connect em San Diego: Destaques do 2ª Dia

Louise Casamento
Sr. Director of Marketing, Oracle Hospitality

Se a mudança perpétua é o nova "normalidade" para a hotelaria, o que virá em seguida para os hoteleiros?

No Oracle Hospitality Connect, a Skift Research apresentou os destaques do relatório Megatrends in Travel de 2020 (Megatendências do Setor de Viagens) e apresentou um panorama:

  • Mais de 73% dos turistas da Geração Z afirmam ser importante escolher empresas de viagens que priorizem práticas de sustentabilidade ambiental.
  • Design inteligente e minimalista – como resposta ao adensamento urbano – se tornará um fator decisivo para os consumidores que tomam decisões sobre viagem.
  • Cada vez mais, os turistas desejam experiências que se relacionem com o próprio estilo de vida, e a capacidade de proporcionar tais experiências desempenhará um papel importante na conquista da fidelidade.
  • E, em uma reviravolta existencial, será fundamental descobrir maneiras – dentro do mundo digital – de usar tecnologia e dados para ajudar os consumidores a se conectarem melhor com as respectivas paixões da "vida real".

Connect, o principal evento do setor realizado pela Oracle Hospitality, aconteceu no Rancho Bernardo Inn em San Diego, de 28 a 30 de janeiro, e reuniu os principais hoteleiros da América do Norte, especialistas do setor e liderança da Oracle. O fórum serve para compartilhar as melhores práticas de tecnologia e abordar os tópicos mais urgentes de hotelaria – e o papel fundamental que as soluções da Oracle desempenham para resolvê-los.

Muitas das tendências identificadas por Skift exigem uma maior dependência da tecnologia para obter informações sobre o comportamento do consumidor. Por sua vez, essas informações podem ser usadas para conceber as experiências personalizadas que os hóspedes desejam. Em muitos casos, isso significa tornar as interações impecáveis. Em nenhum lugar isso fica mais evidente do que na área de pagamentos, onde as inovações podem reduzir o tempo de espera, melhorar a segurança e aprimorar o serviço.

“Acho que os pagamentos precisam ser levados mais a sério e vistos como uma estratégia para criar uma experiência melhor", afirmou Marija Nakevska, chefe global de hotelaria da Adyen.

Isso explica por que os fornecedores de meios de pagamento, cada vez mais consideram as plataformas em nuvem como uma maneira de atender melhor os hoteleiros, principalmente por sua capacidade de lidar com questões de segurança de maneira mais eficaz.

“O PMS está bloqueado. (Hoteleiros) os envolveram para que nada conseguisse entrar aqui…. Contudo, isso acabou nos isolando da inovação”, declarou Daryl Buss, vice-presidente de desenvolvimento de negócios corporativos da Shift4 Payments. “Acho que esse movimento em direção à nuvem nos torna mais ágeis. Assim, existe a chance de a inovação ser adotada por mais empresas simplesmente porque você não fica tanto voltado para o on-premise”.

O OH Connect concentrou-se em fornecer informações e insights mais importantes: entender como usar a tecnologia da melhor maneira para melhorar as operações, aumentar a lucratividade e aprimorar a experiência do hóspede.

Uma vez que os hoteleiros estão prestando mais atenção em alimentos e bebidas – porque acreditam que seu potencial como fonte de receita ainda não foi totalmente explorado – o Connect também se concentrou bastante nesse assunto. Especificamente, o evento salientou os esforços da Oracle Hospitality para criar uma "experiência unificada para o hóspede", garantindo que OPERA Cloud e Simphony Cloud Ponto de Venda trabalhem melhor juntos. Alguns dos esforços são: o esforço do Simphony para trabalhar com fornecedores de entrega terceirizados para executar iniciativas omnicanal. Embora oferecer entrega não seja convencional para os hoteleiros, é algo eficaz para aumentar receita e exposição.

"Primeiro tentamos ignorar essa área, mas aprendemos que precisamos adotá-la", constatou Brenda Simonis, diretora de pontos de venda do The Pfister Hotel – Marcus Hotels. "Isso estimula as pessoas que nunca provaram nossa comida antes, e lhes dá a chance de prová-la. Algumas pessoas até vieram ao nosso restaurante (como consequência)".

No Viceroy Hotels & Resorts, Brian Chambers, diretor de TI, afirmou: “Também acabamos de introduzir o Alexa em nossos hotéis e queremos integrá-lo na área de A&B. O Alexa veio para ficar; ou seja, o controle por voz veio para ficar. Queremos que as pessoas possam pedir o serviço de quarto pelo Alexa. ”

A Oracle Hospitality está bem posicionada para conduzir essa inovação, porque consegue alavancar o comprometimento e os recursos da controladora Oracle. Desde 2004, a Oracle investiu mais de $ 64 bilhões em pesquisa e desenvolvimento.

Para clientes da Oracle Hospitality, isso significa ter acesso a uma maior variedade de soluções da Oracle. Elas incluem, por exemplo, o Oracle Marketing Cloud, que, através de sua integração com o OPERA Cloud, executa notificações de push personalizadas para possíveis clientes durante toda a jornada do hóspede, adulando-os com eficiência e envolvendo-os no momento da reserva.

E isso é apenas o começo. A Oracle está extremamente focada na busca de tecnologias emergentes que impulsionem a experiência do hóspede, como a Internet das Coisas, blockchain e assistentes digitais (mais conhecidos como chatbots). Este último, em particular, provavelmente repercutirá entre os hoteleiros, de acordo com Carlos Chang, diretor sênior de marketing de produtos da Oracle.

Ele apresentou a seguinte estatística: Até 2022, 70% dos funcionários administrativos irão interagir com plataformas de conversa diariamente. O uso difundido está sendo previsto porque será muito fácil usar chatbots: não é necessário baixar um aplicativo nem aprender a usá-lo. Os hóspedes só precisarão conversar com os chatbots, o que significa que os hoteleiros conseguirão reduzir o tempo de espera, aumentar a satisfação do cliente e disponibilizar funcionários para realizar tarefas com mais valor agregado.

A pergunta retórica de Chang coroou perfeitamente o OH Connect – e enfatizou a promessa da tecnologia aos hoteleiros:

"Não seria ótimo ter uma interface inteligente de conversa que consiga responder a todas as perguntas para você?"

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.