X

Tecnologias emergentes e seu impacto em indústrias, mercados e na sociedade como um todo.

  • May 16, 2019

Três razões porque blockchain é a melhor solução para uma cadeia de suprimentos

Guest Author

Com o blockchain é possível monitorar todo o processo da cadeia de suprimentos e identificar anomalias, possibilitando correções e adaptações mais ágeis.

Por Anant Kadiyala *

A forma como os parceiros comerciais globais negociam hoje em dia parece algo mágico. Os problemas são óbvios e graves: muita complexidade, potencializada por uma enorme quantidade de processos manuais, a maioria deles ainda realizados em papel.

E é por isso que o blockchain, tecnologia de registro distribuído em rede, está ganhando importância nas atuais cadeias de suprimentos globais. As blockchains aprovadas fornecem aos seus participantes um mecanismo inviolável, gerenciado em conjunto, para o registro de informações verificadas. Sua natureza quase em tempo real minimiza os riscos da cadeia de suprimentos e acelera as operações em diversas localidades. Também ajuda os parceiros da cadeia de suprimentos a simplificar seus processos empresariais e fluxos de trabalho, gerando mais garantias sobre o desempenho e os resultados. Finalmente, o blockchain permite que as empresas se adaptem rapidamente a condições de mercado variáveis.

Leia mais: Está tentando entender o que é blockchain? Veja uma explicação simples

As empresas já estão usando as soluções de blockchain para monitorar todas as anomalias da cadeia de suprimentos, como contaminação de alimentos e produtos falsificados, monitorando sua origem. Entre outras áreas da cadeia de suprimentos em que as redes de blockchain podem ajudar, temos:

1. Conformidade regulamentar

Os regulamentos governamentais exigem que as empresas forneçam relatórios periódicos, documentando a conformidade com as legislações comerciais e empresariais. O processo precisa de um método para monitorar e registrar a forma com que os produtos são adquiridos ou produzidos. Por exemplo, quando e como uma empresa recebeu matéria-prima de uma floresta ou mina aprovada, ou como ela fabricou produtos da forma adequada específica – e os sistemas de Internet das Coisas estão começando a ter um papel fundamental nessas instrumentações.

Por exemplo, o governo de Ruanda implementou um projeto de blockchain no ano passado, para monitorar a mineração de tântalo, um "recurso de conflito" usado na fabricação de produtos eletrônicos. A provedora de blockchain, Circulor, utiliza a Plataforma de Blockchain da Oracle para alimentar sua plataforma.

Produzir um relatório que demonstre conformidade significa reunir todas essas informações registradas, tenham elas sido geradas internamente ou a partir dos fornecedores, e apresentando-as no formato exigido pelo governo. Muito depende da validade destes registros e da capacidade de comprová-la.

A visibilidade em tempo real dos parceiros das cadeias de suprimentos para os dados verificados de blockchain reduz a complexidade e a morosidade associadas à criação de relatórios de conformidade. Publicar registros instrumentados de IoT diretamente na solução de blockchain estabelece uma trilha de auditoria imutável, permitindo que a empresa crie seus próprios relatórios regulamentares, para que não precisem esperar que isso seja feito pelos seus fornecedores. Também permite que as empresas compartilhem esses registros com partes externas à rede, podendo mostrar para os clientes, por exemplo, que o material veio de fontes éticas.

2. Gerenciamento de desempenho do fornecedor

Os participantes da cadeia de suprimentos dependem das funcionalidades de seus parceiros comerciais, que por sua vez, dependem dos parceiros comerciais deles, e assim por diante. Por isso, é importante ter uma visão detalhada e baseada em métricas sobre o desempenho dos fornecedores na cadeia de suprimento.

A maioria das grandes empresas avaliam seus fornecedores com base em métricas como cumprimento do contrato, qualidade, volume, preço, aprovisionamento e taxa de incidentes negativos, entre outros. Os mecanismos atuais de monitoramento de desempenho levam tempo e podem permitir que fornecedores antiéticos manipulem o sistema.

Além disso, alguns stakeholders de cadeias de suprimentos procuram informações específicas sobre as transações com um parceiro. As equipes jurídicas, de aprovisionamento, contas a pagar e recursos humanos exigem apenas os dados do fornecedor que sejam relevantes às suas áreas de negócios. Blockchains oferecem dados de transação verificados, uma fonte única de informações, bem como metadados sobre uma transação da cadeia de suprimentos. Assim as empresas podem monitorar os indicadores-chave de desempenho dos fornecedores em tempo real, reduzindo as reconciliações manuais e os atrasos resultantes delas.

Os parceiros das cadeias de suprimentos também podem automatizar seus processos empresariais, empregando uma camada de contrato inteligente de blockchain que permite que os engenheiros criem programações de lógicas empresariais, fluxos de trabalho e incentivos. Por exemplo, uma cláusula programada de um contrato inteligente pode recompensar um fornecedor com bom desempenho liberando seu pagamento antes do esperado. Essas recompensas e medições de desempenho em tempo real ajudam a garantir a qualidade das transações, melhorar a eficiência do processo e proporcionar parcerias de cadeia de suprimentos mais confiáveis.

3. Financiamento comercial

Os processos de uma cadeia de suprimentos global são facilitados com o financiamento de bancos e outras instituições. Muito facilitados. A avaliação do tamanho do mercado global de financiamento comercial varia muito, com as estimativas mais intensas chegando a quase US$ 10 trilhões anualmente.

Como parte do processo de financiamento comercial, as empresas geram e compartilham diversas cópias e representações de documentações relevantes. Um simples transporte pode levar à troca de mais de 30 documentos, alguns com várias revisões. Muitas vezes essa complexidade leva a atrasos, erros de duplicidade, tempo gasto em reconciliação e até mesmo a fraudes.

Ao usar a rede de blockchain, os parceiros da cadeia de suprimentos podem agilizar o tempo de entrega da documentação, reduzir os atrasos relacionados às reconciliações e eliminar erros de duplicidade. Isso também os ajuda a reduzir o número de disputas com fornecedores e financiadores, evitando multas por atraso de autoridades aduaneiras, e também a administrar melhor os custos com sobrestadia e retenção de carga.

Tenha em mente que estamos nas primeiras etapas de adoção da tecnologia de blockchain e adotando o conceito de "confiança programável", simbolizado pelas soluções de blockchain. Mas, com a evolução dos recursos, as redes de blockchain serão uma importante estrutura de suporte para o futuro hiperconectado, incluindo a Internet das Coisas, a análise de dados, a inteligência artificial e outras tecnologias emergentes.

Nós já podemos resolver alguns problemas urgentes de nossas cadeias de suprimento globais com a tecnologia de blockchain que temos atualmente. E, por enquanto, isso é algo importante que deve ser aproveitado.

* Anant Kadiyala é diretor de soluções de IoT e blockchain na Oracle.

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.