X

Tecnologias emergentes e seu impacto em indústrias, mercados e na sociedade como um todo.

  • July 3, 2019

6 maneiras de fazer com que sua cadeia de suprimentos esteja preparada para o futuro

Guest Author
This is a syndicated post, view the original post here

As mudanças tecnológicas, como as plataformas em nuvem, são importantes para atender às expectativas dos clientes e manter a cadeia de suprimentos competitiva.

Por Dominic Regan *

Como serão as cadeias de suprimentos do futuro? As pessoas imaginam veículos não tripulados acelerando por ruas movimentadas e drones sobrevoando e deixando encomendas à nossa porta. Embora a entrega autônoma certamente seja parte da cadeia de suprimentos do futuro, as mudanças mais significativas acontecem nos bastidores: modernos aplicativos em nuvem para gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM, Supply Chain Management, em inglês) estão ajudando a transformar as cadeias de suprimentos, para que sejam flexíveis e acompanhem o surgimento de novas tecnologias e a mudança de expectativa dos clientes.

As cadeias de suprimentos são fundamentais para empresas voltadas para produtos e apresentam o maior potencial de melhorar ou piorar seu desempenho geral. Na realidade, o Fórum Econômico Mundial relata que 75% das empresas de manufatura, logística e varejo esperam que as tecnologias digitais causem um impacto financeiro positivo em suas cadeias de suprimentos. Este tema é analisado no e-book Acelere a inovação e a agilidade em toda a sua cadeia de suprimentos (em inglês)e aqui apresentamos um resumo dos motivos para as cadeias de suprimento precisarem mudar e como isso deve acontecer.

Leia mais: 4 tecnologias que prometem turbinar as cadeias de suprimentos

Os dados e a conectividade são fundamentais para que as empresas sejam capazes de atender clientes cada vez mais exigentes. Os consumidores on-line se acostumaram a esperar atendimento personalizado e respostas rápidas em todos os seus canais de compras. Do mesmo modo, os líderes empresariais esperam por cadeias de suprimentos altamente dinâmicas e mais ágieis, que possam processar os pedidos dos clientes com rapidez, atendendo-os de acordo com a expectativa dos clientes.

Que mudanças as organizações precisam fazer para garantir que suas cadeias de suprimentos continuem competitivas? 

Comprometimento com a modernização através da nuvem

Substituir sistemas e processos antigos e fragmentados por aplicativos conectados em nuvem é a primeira etapa para obter uma cadeia de suprimentos ágil e dinâmica. 

Os aplicativos de SCM no local geralmente têm escopos limitados e raramente são projetados para oferecer suporte ao atendimento de pedidos de forma rápida e bem-informada. Como resultado de suas estruturas de informações fragmentadas, geralmente os usuários não têm uma visão completa de todos os processos da cadeia de suprimentos, não podendo compartilhar informações entre as diferentes áreas, o que permitiria que todos se adaptassem rápida e facilmente às mudanças. 

Em contrapartida, uma plataforma em nuvem com aplicativos de SCM conectados de ponta a ponta cria uma rede digital que conecta produtos, serviços e ativos aos clientes, funcionários e parceiros. O resultado é a obtenção de visibilidade, comunicação e controle abrangentes e em tempo real.

A arquitetura moderna do Oracle SCM Cloud faz isso naturalmente, e nossos clientes já comprovaram inúmeras vezes seu valor. Entre outros benefícios, a IDC constatou que os clientes do Oracle SCM Cloud apresentavam em cinco anos ROI de 267%, ponto de equilíbrio de 12 meses e equipes de cadeia de suprimentos 28% mais produtivas.

Vejamos seis características das cadeias de suprimentos flexíveis e ágeis:

1. Aplicativos em nuvem eficazes: Cadeias de suprimento modernas usam soluções em nuvem para:

  • Trabalhar em sistemas e dispositivos, de forma que todos consigam monitorar as tarefas e entregas de processos, a partir de qualquer lugar.
  • Analisar grandes quantidades de dados e fornecer informações valiosas aos membros da cadeia de suprimentos.
  • Utilizar os recursos de colaboração social e móvel para agilizar processos, trabalhar com mais eficácia e conectar-se instantaneamente, de qualquer lugar.

2. Tecnologias emergentes integradas: As soluções em nuvem fornecem análises intuitivas, integradas e sempre atualizadas. Elas também usam cada vez mais tecnologias avançadas, como inteligência artificial e aprendizado de máquina. As tecnologias avançadas possibilitam elevar os níveis de automação em aplicativos e tomar melhores decisões empresariais através de modelagem e recomendações preditivas e prescritivas. Elas também oferecem a base para empresas que desejam aproveitar outras oportunidades de tecnologias emergentes, como blockchain para redes de comércio particulares e recursos de rastreamento e monitoramento.

3. Fácil acesso a informações: As soluções em nuvem oferecem visibilidade atualizada sobre diversos aspectos da cadeia de suprimentos, como inventário, status do pedido e entregas, além de alertas sobre mudanças no status que possam prejudicar os resultados comerciais. Os aplicativos em nuvem também podem oferecer informações sobre situações que antes eram difíceis de detectar, através de análise integrada e conectividade com a Internet das coisas (IoT). Por exemplo, as condições ambientais, como mudanças na temperatura e umidade, podem ser monitoradas para produtos frágeis ou perecíveis.

4. Escalabilidade e segurança: Os aplicativos em nuvem são mais escalonáveis que os aplicativos no local. Novos usuários podem ser adicionados mais rapidamente e sem requisição de hardware/software. Os aplicativos no local não apresentam este recurso, e isso limitou a forma como podem ser usados para lidar com os obstáculos da cadeia de suprimentos, como picos sazonais de demanda. Com a nuvem, por exemplo, as empresas podem implantar um sistema de gestão de depósito (WMS, Oracle Warehouse Management Cloud) completo para lidar com o inventário sazonal excedente e depois desativá-lo, quando não for mais necessário. Isso não era economicamente viável, nem operacionalmente possível na época das implantações de sistemas de gestão de depósito no local. Outro benefício de utilizar aplicativos de SCM em nuvem é que os dados do sistema são armazenados pelo provedor de serviços em um data center muito seguro. Isso significa que os administradores podem aplicar patches imediatamente para lidar com ameaças cibernéticas que surgem rapidamente, e que podem prejudicar as cadeias de suprimento modernas.

5. Sistemas fáceis de manter e atualizar: As empresas precisam se concentrar na experiência do cliente, e não nas limitações e nos ciclos de vida de seus aplicativos. Todos os aspectos de gerenciar aplicativos de SCM são mais fáceis na nuvem do que no local: adoção, uso, gerenciamento, capacidade de configuração e atualizações. Usar uma plataforma em nuvem de ponta a ponta também elimina um obstáculo comum dos aplicativos antigos, em que a adoção da funcionalidade de SCM depende e geralmente está subordinada ao ERP principal. Muitas cadeias de suprimentos não conseguem mudar seus processos empresariais ou adotar tecnologias emergentes rapidamente, pois as atualizações dos seus aplicativos de SCM no local só podem acontecer depois que uma grande implementação do ERP ou uma atualização de lançamento for realizada, e esses processos podem demorar anos.

6. Um parceiro compreensivo: Ter um parceiro de nuvem que tenha não só muitas habilidades técnicas, mas também experiência comprovada nos negócios, pode tornar a atualização de uma cadeia de suprimentos mais fácil e bem-sucedida. Cada cadeia de suprimentos é diferente, e um parceiro com um longo histórico em arquitetura e suporte de soluções empresariais para todos os tipos de empresa pode oferecer adicionais valiosos. Por exemplo, a Oracle tem uma vasta base de clientes de SCM tanto na nuvem quanto no local. Enquanto os clientes de aplicativos no local estiverem mudando para a nuvem, eles podem sincronizar dados entre os dois conjuntos de aplicativos, para que as equipes trabalhem com as mesmas informações. Após estarem completamente na nuvem, os clientes podem utilizar dados de usuários em anonimato como parâmetro de comparação do seu desempenho com relação aos seus pares, pois todos os usuários têm os mesmos aplicativos padronizados.

Diga adeus à cadeia de suprimentos do passado

As expectativas dos clientes mudaram. Eles querem que seus produtos sejam entregues de forma rápida e segura, não importando se o pedido é de um aparelho doméstico barato ou de milhões de dólares em equipamentos industriais. Esta transformação está reverberando em todas as cadeias de suprimentos e requer a mudança do antigo modelo de SCM para uma versão nova, mais ágil, que seja conectada, flexível e proativa. 

Os antigos aplicativos de SCM no local não são capazes de oferecer os recursos necessários para essa transformação, mas os sistemas modernos, em nuvem, sim. Uma plataforma de SCM de ponta a ponta, como o Oracle SCM Cloud, integra as informações em um único lugar e possibilita ampla visibilidade e controle, para que as cadeias de suprimento possam ser flexíveis e cumprir com demandas e condições em constante mudança.

* Dominic Regan é diretor sênior para a execução da cadeia de valor na Oracle.

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.