X

Tecnologias emergentes e seu impacto em indústrias, mercados e na sociedade como um todo.

  • September 4, 2019

Mark Hurd, CEO da Oracle: mercado de SaaS vai se consolidar

Guest Author
This is a syndicated post, view the original post here

De acordo com Hurd, "haverá apenas alguns provedores de suíte SaaS" quando o setor migrar totalmente para a nuvem

Por Joyce Boland*

Nos últimos anos, a área de TI tem presenciado uma grande mudança de data centers on-premises para aplicativos de Software como um Serviço (SaaS) baseados em nuvem. Entre os muitos benefícios que as empresas observam ao mudar para a nuvem, o maior deles é a oportunidade de otimizar totalmente suas operações visando o crescimento.

As plataformas corporativas de SaaS oferecem uma experiência unificada em todos os aplicativos, simplificando a comunicação entre os departamentos. Além disso, a segurança baseada em nuvem também protege os dados internos e externos, ao contrário da necessidade de gerenciar muitos procedimentos de segurança para cada um dos aplicativos.

Leia mais: Oracle OpenWorld 2019 será palco de inovação, novas tecnologias e bem-estar

À medida que mais empresas fazem essa mudança, companhias com menos SaaS terão dificuldade para competir. Durante o Oracle Media Day, Mark Hurd, CEO da Oracle, afirmou que "o mercado de SaaS vai se consolidar [...] Será uma cauda longa, mas muitas empresas vão desaparecer."

O setor de SaaS está se consolidando
Em sua palestra no evento em questão, Hurd estimou que o mercado atual de aplicativos B2B esteja avaliado em US$ 125 bilhões. Aplicativos de back-office, incluindo finanças, cadeia de suprimentos e RH, representam 70% dos US$ 125 bilhões, enquanto aplicativos de front-office, incluindo vendas, marketing e atendimento ao cliente, representam 30%. De acordo com o CEO da Oracle, a maioria das empresas desse segmento de mercado ainda gerencia esses aplicativos on-premises, em vez de transferi-los para provedores em nuvem.

As suítes em nuvem de provedores confiáveis e experientes, como os aplicativos Oracle Cloud SaaS, oferecem todos os benefícios dos serviços de nuvem com total integração em todos os produtos, desde a gestão do capital humano (HCM) até o planejamento de recursos empresariais (ERP), tanto em operações de back-office quanto de front-office. A capacidade de acessar dados de uma variedade de aplicativos permite que as empresas tomem decisões mais informadas.

As empresas que não investem em suítes esgotam tempo e fundos na integração, dificultando sua capacidade de obter dados em todas as plataformas para uma tomada de decisão mais informada. No Oracle Modern Supply Chain Experience 2018, Hurd disse que "ter o melhor aplicativo não é bom o suficiente. É preciso ter uma suíte. O front office, o sistema de comércio eletrônico, tem que conversar com o sistema da cadeia de suprimentos."

As companhias sem fundos para investir em recursos mais modernos não serão capazes de acompanhar quando as plataformas corporativas ganharem impulso. Essas organizações provavelmente serão absorvidas por seus concorrentes maiores, criando uma consolidação de todo o setor. Durante o debate no Media Day, Hurd disse que acredita que "haverá apenas alguns provedores de suíte SaaS" quando o setor migrar totalmente para a nuvem. Muitos compradores de SaaS estão procurando reduzir o número de fornecedores e buscando uma solução abrangente, ou seja, um número significativamente menor de data centers e menos aplicativos segmentados.

O mercado de aplicativos ainda está crescendo
De acordo com um relatório do governo norte-americano, 6.250 data centers foram fechados desde agosto de 2018 somente nos Estados Unidos, e mais 1.200 estão programados para fechar até 2023. Sendo assim, muitas dessas empresas vão se voltar para as plataformas corporativas de SaaS.

À medida que mais empresas recorrerem ao SaaS, as empresas maiores vão adquirir os concorrentes menores em várias áreas de negócios. No Oracle Media Day 2018, Hurd afirmou que "o mercado de SaaS absorve hardware, absorve bancos de dados, absorve middleware. De forma que esse mercado cresce exponencialmente, devido à sua natureza de ser um mercado muito inclusivo."

Como os concorrentes menores se tornam incapazes de se manter, isso abre uma porta para que as grandes empresas cresçam e se apoderem dos provedores menores. Hurd observou no Oracle OpenWorld 2017 que "você tem uma oportunidade aqui de simplificar enquanto se transforma. E eu acho que as pessoas vão aproveitar essa oportunidade. Menos provedores de aplicativos. Isso significa que você precisa ter uma suíte, você precisa ter uma plataforma, você precisa ter infraestrutura."

*Joyce Boland é vice-presidente global de marketing de aplicativos na Oracle

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.