X

Tecnologias emergentes e seu impacto em indústrias, mercados e na sociedade como um todo.

  • December 6, 2018

Como o empreendedorismo pode empoderar as pessoas e mudar o mundo

Guest Author

Para a empreendedora mexicana Ana Victoria, depois dos “unicórnios”, agora é a vez das chamadas empresas “zebras”, que possuem um propósito principal que vai além do dinheiro.

Redação Oracle

Nos últimos anos, o sucesso de startups em diversos segmentos pelo mundo fez com que empreender deixasse de ser uma tendência para se consolidar como uma realidade. Com isso, cada vez mais pessoas vêm optando por montar o seu próprio negócio, seja por necessidade, oportunidade ou para transformar um sonho em realidade.

Além da busca por ser o próximo “unicórnio” do mercado – ou seja, uma empresa avaliada em mais de 1 bilhão de dólares, há um outro conceito que vem ganhando força recentemente. São as chamadas “zebras”, que consistem em companhias com um propósito que vai além do dinheiro.

Desde 2012 à frente da aceleradora Victoria147, que tem foco em estimular uma maior presença feminina nos negócios e no empreendedorismo, a mexicana Ana Victoria destaca a importância de as organizações possuírem um objetivo maior do que apenas a busca pelo lucro.

Leia mais: Como a automação vai impactar o futuro do trabalho

“É claro que todos estamos no negócio pelo dinheiro, mas hoje isso não é mais o bastante. Não é o bastante para ficar no negócio, não é o bastante para atrair jovens talentos, não é o bastante para se sustentar a longo prazo. Porque o dinheiro é um meio para outras coisas e não uma paixão em si”, afirma.

Para a empresária, a maior realização alcançada pela Victoria147 nesses seis anos de atuação foi ter trazido para a mesa a discussão sobre a importância de uma maior presença feminina em cargos de liderança – algo que pode inclusive trazer benefícios concretos para as empresas, conforme mostra uma pesquisa do Peterson Institute.

Intitulado “Is Gender Diversity Profitable? Evidence from a Global Survey”, o relatório em questão, realizado com um total de 21.980 empresas de 91 países, aponta que ter mulheres em cargos C-Level está associado a maior lucratividade nas companhias. No entanto, diz Ana Victoria, a questão não se trata apenas de mais dinheiro. “Não é tudo sobre os lucros, é também sobre permitir que as mulheres tenham mais modelos a serem seguidos, permitir que elas vejam que não há apenas uma maneira de fazer as coisas. Ter diversidade de mulheres em cargos de liderança permite que todas saibam que nós podemos.”

Por fim, a empresária destaca como a tecnologia pode ajudar a empoderar as pessoas de forma a ajudar a melhorar a sociedade. “A tecnologia nos permite automatizar, e realizar determinados processos de forma que possamos focar no que é realmente importante: inovação, criatividade, sustentabilidade e capital humano. Para mim, isso é ótimo.”

Ana Victoria foi uma das palestrantes do Oracle Leaders Circle, que reuniu alguns dos principais executivos do México na capital do país, Cidade do México. Também participaram do evento especialistas de organizações como Aeroméxico, Visor, Eurasia Group e Smart Fit.

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.