X

Tecnologias emergentes e seu impacto em indústrias, mercados e na sociedade como um todo.

  • April 2, 2019

A fórmula de sucesso da nuvem da Oracle: ERP Cloud e Autonomous Database

Guest Author
This is a syndicated post, view the original post here

O primeiro banco de dados autônomo do mundo e a suíte completa de soluções de gestão empresarial oferecem aos clientes a possibilidade de reduzir custos e otimizar a produtividade.

Por Chris Murphy *

Quando a Oracle lançou seu Autonomous Database, o Diretor Executivo e CTO Larry Ellison achou que o maior diferencial de venda seria eliminar o custo de mão-de-obra humana para aplicar patches, ajustar, atualizar e proteger o banco de dados. Outro grande diferencial seria eliminar erros humanos, já que todo aquele trabalho acontece automaticamente.

Aquelas vantagens se revelaram altamente valiosas para os clientes, mas o maior diferencial de vendas para o Oracle Autonomous Database, observou Ellison, foi a velocidade de implantação e o benefício para a produtividade, já que as empresas podem deixar seus desenvolvedores trabalhar em novas ideias muito mais rápido.

Leia mais: Oracle reúne equipes de serviços e cadeia de suprimentos com inovações pioneiras na indústria

“Tivemos clientes que colocaram seus bancos de dados em funcionamento em 15 minutos... enquanto o tempo normal para fazer algo assim era 15 dias”, comentou Ellison. “O fato de que as equipes existentes [de administradores de banco de dados], nossos principais clientes, poderem se tornar muito mais produtivas, conseguirem fazer 10 vezes mais no mesmo tempo do que podiam antes do Autonomous Database, foi a coisa que mais chocou nossos clientes.”

Ellison enfatizou também que duas iniciativas estratégicas determinariam o sucesso da Oracle: o Oracle Autonomous Database baseado em nuvem e seus dois pacotes de planejamento de recursos empresariais baseados em nuvem, que compreendem aplicativos financeiros, de compras, de planejamento de produção e outros.

A Oracle tem cerca de 6.000 clientes de seu pacote Oracle ERP Cloud e mais de 16.000 de seu pacote de nuvem Oracle NetSuite. O CEO Mark Hurd disse que aqueles dois negócios de ERP na nuvem proporcionaram um índice de crescimento de receita combinado de 34% no segundo trimestre deste ano fiscal, que foi até 30 de novembro. Com o Oracle Autonomous Database, que traz novas capacidades de "autocondução" ao Oracle Database líder do mercado, a Oracle tem "a maior liderança em tecnologia que já desfrutamos sobre nossos concorrentes desde que entramos no mercado de bancos de dados há quase quatro décadas”, comentou Ellison.

Ellison e Hurd apontaram relatórios de analistas independentes que classificam a liderança da Oracle em tecnologia de ERP e de banco de dados na nuvem. Hurd também observou que as vendas da nuvem de ERP tendem a levar a vendas de aplicativos de gerenciamento de capital humano e de outros aplicativos de nuvem complementares da Oracle. Ele citou MGM Resorts, Hormel, e Securitas entre as conquistas de ERP na nuvem da Oracle no segundo trimestre de ano passado que também incluíram o pacote de nuvem mais amplo.

Comentando sobre o segmento de banco de dados da Oracle, Ellison disse que a Oracle há tempos tem a tecnologia mais avançada e que os negócios continuaram a crescer de maneira constante. Mas somente ano passado a Oracle começou a fornecer seu banco de dados em uma nova infraestrutura de nuvem da segunda geração. Seu desempenho está incentivando os clientes a migrar seus bancos de dados no local para a nuvem em grande escala. “Milhões de Oracle Database serão movidos para o Oracle Cloud”, comentou.

* Chris Murphy é diretor de Conteúdo de Oracle Cloud.

Isenção de Responsabilidade de Safe Harbor: As declarações contidas neste artigo relacionadas a planos, expectativas, crenças e intenções futuras da Oracle, incluídas declarações relacionadas a iniciativas estratégicas da Oracle e futura migração de clientes de banco de dados para o Oracle Cloud, são “afirmações progressivas” e estão sujeitas a riscos e incertezas materiais Muitos fatores podem afetar as expectativas atuais e os resultados reais, e podem fazer com que os resultados reais difiram materialmente. Uma discussão de tais fatores e outros riscos que afetam os negócios da Oracle está contida nos registros da Oracle na Securities and Exchange Commission (SEC), incluídos os relatórios mais recentes da Oracle sobre o Form 10-K e Form 10-Q sob o título “Risk Factors.” Esses registros estão disponíveis no site da SEC ou no site da Oracle em http://www.oracle.com/investor. Todas as informações neste artigo estão atualizadas até 17 de dezembro de 2018, e a Oracle não se responsabiliza por atualizá-las de acordo com novos dados ou eventos futuros.

Be the first to comment

Comments ( 0 )
Please enter your name.Please provide a valid email address.Please enter a comment.CAPTCHA challenge response provided was incorrect. Please try again.